No Brasil, a vacinação contra a COVID-19 está sendo realizada com três vacinas aprovadas para uso pela Anvisa. A CoronaVac (Instituto Butantã), uma vacina de vírus inativado,  a AstraZeneca (Oxford/Fiocruz), que é uma vacina de vetor viral,  e mais recentemente com a vacina da Pfizer/BioNTech, baseada no RNA mensageiro, ou mRNA. 

Desde que a vacinação começou, são muitas as dúvidas dos portadores de epilepsia e de suas famílias sobre o tema. Quando abrimos uma caixa de perguntas, solicitando sugestões de temas para as lives aqui do Instagram, as vacinas apareceram em primeiríssimo lugar. 

Por isso, na estreia do nosso projeto PRECISAMOS FALAR SOBRE EPILEPSIA, convidamos a neurologista Natália Longo para abordar exatamente este tema: vacinação.

A Natália tem: 

  • Graduação em Medicina na Universidade Federal do Pará;
  • Residência de Neurologia Clínica na Santa Casa de São Paulo;
  • Especialização em Epilepsia, Eletroencefalogram e Vídeoeletroencefalogram no HCFMUSP. 

E é:

 

 

 

EnglishPortugueseSpanish
Open chat
Olá. Agende sua consulta na Cukiert!