T. 11 3846.3272 / 3846.3273 | contato@cukiert.com.br
Rua Dr. Alceu de Campos Rodrigues, 247 - 12° and. Cj. 21
São Paulo/SP - Brasil - CEP 04544-000

Neuroendocrinologia | Trabalhos em Congressos

TUMORES INTRA E EXTRA-AXIAIS INTRACRANIANOS CONCOMITANTES

Sousa A, Cukiert A, Silva M E, Liberman B, Goldman J, Salgado L R, Huayllas M, Nogueira K, Buratini J A.

Serviços de Endocrinologia e Neurocirurgia do Hospital Brigadeiro, São Paulo SP

Introdução: Tumores cerebrais são patologias de baixa prevalência e a associação de tumores cerebrais tem sido descritas raramente na literatura. Tumores não concomitantes têm sido relatados em associação com radioterapia. Já a associação concomitante tem sido atribuída ao acaso ou a fatores tumorigênicos peritumorais, já que muitos dos casos descritos tem contiguidade entre os tumores axiais e extra-axiais. O presente estudo relata caso de paciente com 2 tumores não contíguos, concomitantes, um extra- e outro intra-axial. Relato de caso: HT, de 49 anos, apresentou tonturas inespecíficas há 3 meses. Foi investigada com TC e RMN que mostraram tumor infiltrativo não captante no lobo fronto-mesial esquerdo e lesão selar e supra-selar sem invasão de seio cavernoso e com compressão quiasmática (figuras 1-3). Não havia queixa visual clínica, porém campimetria mostrou quadrantopsia temporal superior bilateral. Beta-HCG, CEA e alfa-fetoproteína eram normais. A paciente foi submetida à craniotomia fronto-temporal direita para ressecção do tumor da região selar e à craniotomia frontal esquerda para ressecção do tumor frontal em dias distintos (2 semanas de intervalo). O estudo anatomo-patológico mostrou tratar-se de astrocitoma II (frontal esquerdo) e teratoma imaturo (supraselar) com extensas áreas mesenquimais. Não houve intercorrência cirúrgica. RMN pós-operatória mostrou ressecção macroscópica total das lesões (figuras 4 e 5). Discussão: Cerca de 60 casos de tumores concomitantes estão descritos na literatura. Somente metade destes não são contíguos. Somente 1 caso de tumor da região selar associado à tumor intra-axial foi descrito até hoje e tratava-se de meningioma de tubérculo associado à glioma. Este é o primeiro caso da literatura de associação entre teratoma supra-selar e glioma.