T. 11 3846.3272 / 3846.3273 | contato@cukiert.com.br
Rua Dr. Alceu de Campos Rodrigues, 247 - 12° and. Cj. 21
São Paulo/SP - Brasil - CEP 04544-000

Clínica de Epilepsia | Trabalhos em Congressos

AXÔNIOS CALOSOS: COLATERAIS DE NEURÔNIOS DE CONVEXIDADE

Arthur Cukiert, Mario Andrioli, Cassio Forster, Viviane Ferreira, Leila Frayman.

Serviço de Cirurgia de Epilepsia, Hospital Brigadeiro e Clínica de Diagnóstico e Terapêutica das Epilepsias de São Paulo.

O corpo caloso é composto de axônios provenientes de grande parte da corticalidade. Está envolvido em processos de integração interhemisférica. A origem cortical destes axônios já foi bem demonstrada no homem. Lesões corticais localizadas dão origem a adelgaçamentos seletivos do corpo caloso. A calosotomia é procedimento cirúrgico utilizado em epilepsias generalizadas refratárias. O presente estudo analisou a ocorrência de degeneração do tipo walleriana após secções do corpo caloso em epilépticos. Quinze pacientes submetidos à calosotomia foram estudados pré- e pós- (1 ano) operatoriamente com RMN de alta resolução em T1, T2 e DP, com atenção especial ao forceps anterior e seu leque de fibras. Em nenhum paciente foi observado qualquer padrão de degeneração retrógrada ou qualquer atrofia cortical não presente no pré-operatório. Estes dados sugerem que os axônios calosos humanos, do mesmo modo como demonstrado em primatas sub-humanos, representam colaterais de neurônios corticais. Do mesmo modo, estes fatos podem auxiliar na explicação da pequena prevalência de sequelas neuropsicológicas observadas nestes pacientes.