T. 11 3846.3272 / 3846.3273 | contato@cukiert.com.br
Rua Dr. Alceu de Campos Rodrigues, 247 - 12° and. Cj. 21
São Paulo/SP - Brasil - CEP 04544-000

Toxina Botulínica

A Toxina botulínica é um composto derivado das bactérias Clostridium botulinum e Clostridium parabotulinum. Foi descoberta como um composto venenoso, com capacidade de afetar o organismo humano e até causar morte. Com o tempo, foram sendo realizados estudos sobre essa substância, avaliando seu potencial de tratamento de problemas médicos. Ela foi inicialmente utilizada de forma terapêutica na oftalmologia, para o tratamento do estrabismo e com o passar dos anos foi crescendo o número de estudos e indicações.

Atualmente, a toxina é utilizada por diferentes profissionais médicos, como dermatologistas, oftalmologistas, neurologistas, fisiatras e ortopedistas, para o tratamento da várias doenças. As mais comuns, comercialmente utilizadas, são o Botox e Dysport.

A toxina, possui um efeito provisório de bloqueio da chamada junção neuromuscular. Por um mecanismo específico e bem documentado, a toxina realiza um bloqueio reversível dessa junção, levando ao relaxamento da musculatura. Esse efeito, dura em média 3-4 meses, com o máximo de 6 meses, motivo pelo qual, as aplicações devem ser realizadas de forma periódica.

Na Neurologia, as principais indicações são:

O procedimento é realizado no consultório, costuma ser indolor e seguro. O início do efeito aparece em média entre 2 dias à 1 semana, com duração média de 3-4 meses.

Nem todos os pacientes podem realizar o tratamento, devendo serem sempre avaliados da forma adequada.O tratamento com toxina deve ser sempre indicado e realizado por profissional capacitado, seguindo rigorosos protocolos de aplicação.

Para alguns problemas, como espasticidade, aliado ao tratamento com toxina, deve haver uma equipe multidisciplinar, com a participação de profissionais como fisioterapeuta e terapeuta ocupacional.