T. 11 3846.3272 / 3846.3273 | contato@cukiert.com.br
Rua Dr. Alceu de Campos Rodrigues, 247 - 12° and. Cj. 21
São Paulo/SP - Brasil - CEP 04544-000

Clínica de Epilepsia | Trabalhos em Congressos

RESINCRONIZAÇÃO DAS DESCARGAS NA EPILEPSIA GENERALIZADA SECUNDÁRIA (EGS) DURANTE O SONO: PAPEL DO CORPO CALOSO NO HOMEM

Arthur Cukiert, Cassio Forster, Leila Frayman, Viviane Ferreira, Elcio Machado, Jose Augusto Buratini, Alcione Sousa.

Serviço de Cirurgia de Epilepsia do Hospital Brigadeiro e Clínica de Epilepsia de São Paulo, São Paulo SP.

Introdução: Secções calosas têm sido propostas como método terapêutico paliativo nas EGS refratárias. Secções anteriores têm sido preconizadas na maior parte dos centros. Mais recentemente, calosotomias maximizadas poupando somente o esplênio têm sido utilizadas. Na maioria das séries publicadas de secções anteriores não existe uma relação clara entre a porcentagem de ruptura da sincronia bilateral secundária (SBS) e o resultado no que diz respeito às crises. Existe ainda, nestas séries, tendência ao reestabelecimento da SBS durante o sono. Este estudo relata os achados neurofisiológicos pós-operatórios em pacientes submetidos à calosotomia maximizada e sua relação com a SBS.

Material: Dez pacientes com EGS submetidos à calosotomia maximizada foram estudados. A idade variou de 6 a 18 (m=12) anos e a frequência de crises generalizadas de 2-8 / dia (m=4). Todos realizaram registros eletroencefalográficos em sono e vigília pré- e pós-operatoriamente. Todos realizaram RMN para controle pós-operatório da extensão da secção.

Resultados : Todos pacientes tiveram 90% de secção do corpo caloso. Todos possuíam intensa SBS pré-operatoriamente. No pós-operatório, somente 1 paciente persiste com SBS, sendo que nos outros, persistia apenas atividade isolada em cada hemisfério. Nestes 9 pacientes não houve reestabelecimento da SBS no sono. O paciente que persistiu com SBS tinha acentuação da mesma durante o sono. Este paciente possuía o corpo caloso mais fino desta série e correpondeu também ao pior resultado cirúrgico.

Discussão: Quando a extensão da secção calosa é suficientemente grande é possível notar uma relação clara entre a ruptura da SBS e o resultado clínico. O reestabelecimento da SBS durante o sono, fenômeno bastante evidente nas secções calosas anteriores, parece não ocorrer nos pacientes submetidos à calosotomia maximizada. Apesar das influências sincronizadoras exercidas pelo tálamo durante o sono, a sincronização das descargas epilépticas (e não do ritmo de base) parece ser mediada majoritariamente pelo corpo caloso.